Paradoxo

 

É nesse tempo de grandes acontecimentos que estamos aqui para ajudar nessa nova conduta que se quer manifestar. Os seres se encontram no limite de seus medos e de suas forças sendo bombardeados pela desarmonia, medos e a discórdia.

 

Talvez a discórdia seja o pior momento do caos coletivo e individual pelos quais estão todos passando.

A vida tem sido desvalorizada pelos incessantes movimentos de vingança e procura de bens materiais hoje tão exacerbadamente desejados.
Meus amigos! Mas o que são os bens destrutíveis senão armas poderosas de consumos mal encaminhados?

 

Tanta luta para conquistar o que?

A vida contemporânea tem sido de grandes desacertos e também de grandes vitórias.

 

É um paradoxo!

A humanidade está sendo levada à concretização de seus dons deixados para trás e está acontecendo a fuga dessa interiorização através do excesso de consumo.

 

Os dons que eram comuns a todos os viventes como a visão intuitiva, a comunicação telepática e outros dons importantíssimos foram ficando apagados da memória das células através de gerações e gerações que fizeram o mal uso das grandezas espirituais.

Hoje muitos seres recuperaram essa energia, mas não tomaram posse dela porque se perderam na ignorância da vida sem sentido que é a vida materialista.

 

Então vem o desejo da posse e a angustia do não possuir e assim vão se perdendo e deixando o espírito completamente sem forças para manifestar suas emoções e sua sabedoria.

O desconhecimento das leis espirituais se torna pior quando a submissão é usada como meio de manipulação. É a procura de um líder para conduzir os caminhos de quem está perdido na selva da incompreensão da vida.

 

Abre-se assim um campo favorável aos mais espertos que sem questionar porque seu dom foi aflorado se joga na malicia e na força monetária que lhe dá nesse mundo o respeito dos que acreditam e tem boa fé em suas ações.

E se torna um circulo vicioso de degradação.
Os mais simples acreditam em sua ingenuidade que estão sendo bem conduzidos e seguem como ovelhas não o seu pastor, mas o mal travestido de bom.

 

E cada dia mais as injustiças se tornam insuportáveis.

O sangue derramado tinge a terra de inocentes vitimas da maldade e o poder aparente do mal se torna o elo entre o homem e a sua conduta.

 

A terra desnutrida em suas entranhas deixa de manifestar sua essência e se torna cruel em sua revolta aterradora.

Como recuperar seus nutrientes já tão revirados em seu útero?
A resposta da terra a essa invasão são os grandes desastres que ocorrem cada vez mais intermitentes e a vulnerabilidade da matéria se torna evidente a quem sobreviver.

 

Será preciso que nova geração venha substituir essa de agora tão voltada para ação destruidora?

Em todas as ocorrências de catástrofes na terra houve o declínio do poder para nova investidura!

 

A terra, o planeta azul se refaz das cinzas e renova-se dando seqüência ao ciclo da vida.

Precisaremos passar por mais uma destruição pavorosa para aprendermos sobre as leis do amor?

 

Será necessário que novos tsunames e novos abalos sísmicos provoquem a mudança por meios tão violentos?

Não seriam mais fáceis a união e a procura pelos encontros dos seres para novas tomadas de rumos?

 

Uma andorinha não faz verão! Mas muitas andorinhas podem destruir o velho e trazer o novo!

Refiro-me ás andorinhas da paz e do vigor espiritual! Os seres alados com suas asas que se elevam ás alturas conhecem a força da união!

 

Um exemplo simples que todos conhecem: os garfanhotos quando em número elevado destroem toda uma plantação seja ela de que tamanho for em poucos minutos.

Um somente jamais poderia destruir,mas milhares deles provocam uma destruição incomparável nas plantações.

 

Esse exemplo vale para a união do bem ou para a união do mal.

Se dermos força ao aumento dos seres evoluídos com a maldade, com certeza teremos um exercito muito bem construído porque também nesse caso a união faz a força.

 

A estratégia então deve ser a mesma dos garfanhotos: ataque em massa! Mas ataque em massa de amor E NOVAS ATITUDES!

Vamos vibrar esse ataque em massa do amor! É A ÚNICA RESISTENCIA QUE BARRA O MAL!

 

O exército do amor!

VIBRAÇÃO DE AMOR ONDE HOUVER ODIO!

 

Isso parece incompreensível, mas é a grande verdade e o único meio de cortar essa corrente poderosa.

 

É a arma secreta dos seres de luz!

Vejam só!

 

Amar não é se entregar de cabeça baixa!

Amar é envolver-se consigo mesmo em atitudes de força em sua defesa.

Amar é decidir não seguir o caminho mais fácil!

Amar é sair do comodismo e agir em favor de si e dos outros.

Amar é revitalizar através de meditações na busca da sabedoria interna.

Amar é conhecer o mal e o evitar fazendo de sua vida a escalada para o bem.

Amar é tomar posse da sua decisão e fazer disso a sua bandeira.

Amar é elevar em oração porque a oração busca a união com o nosso criador.

Amar é abrir para acolher o novo ser que se supera em seu caminhar.

Amar é ter vida plena porque o amor é tudo que se abre a nossa frente e nos mostra a luz.

Amar é não se submeter a ninguém mas sim acreditar na força do seu coração.

Nessa altíssima vibração amorosa envolvo todos nós num abraço de luz fortalecendo todos os seres que se decidiram a ser felizes.

A felicidade do amor trás a busca para novos encontros de seres afins.

 

 

Com amor, seu guia e amigo Jonathan. Texto canalizado por Mariyah, em 27 de janeiro de 2010

 

[ Topo ]

[ Fechar ]